Qua, 08 de junho de 2022, 17:15

Evento Internacional - Altered States Seminar: [Re]Imagining Politics in North Africa
Centro de Estudos Árabes e Islâmicos da UFS promoveu evento internacional sobre política e concepção de Estado-nação no norte da África
Entre os dias 20 e 24/05, o Centro Internacional de Estudos Árabes e Islâmicos da Universidade Federal de Sergipe (CEAI/UFS), junto ao Laboratório de Estudos Orientais da Universidade Federal do Rio de Janeiro (Azimute/UFRJ) e ao Programa de Pós-graduação de Estudos Culturais da Universidade Federal de Mato Grosso do Sul (PPGCult/UFMS), promoveu, com apoio da Coordenação de Relações Internacionais da UFS (CORI/POSGRAP/UFS), a primeira edição do evento intitulado “Altered States Seminar: [Re]Imagining Politics in North Africa”, que teve como objetivo principal discutir a situação política e a própria concepção de Estado-nação no norte da África, dez anos após as revoltas sociopolíticas na região.
A iniciativa foi liderada pelo Professor Geraldo Adriano Campos (DRI/UFS), coordenador do CEAI/UFS, e faz parte de uma série de iniciativas de promoção à internacionalização da UFS, que foram propiciadas pelo edital conjunto nº 08/2021, advindo da parceria entre a CORI, a Pró-Reitoria de Pós-Graduação e Pesquisa (POSGRAP/UFS) e a Pró-Reitoria de Graduação (PROGRAD/UFS). Com esse intuito, o evento contou com a presença de três intelectuais africanos, sendo eles: a Prof.ª Drª. Amy Niang, do Senegal, o Prof.º Dr. Mahfouz Ag Adnane, do Mali, e o escritor-pesquisador egípcio Mukhtar Shehata.
Geraldo destaca “o fato de termos organizado um seminário internacional com foco na África do Norte, com palestrantes da própria região, tendo como protagonista na realização o estudante Mohamed Issouf, do Mali, do curso de Relações Internacionais, é motivo de grande alegria e o ponto de partida para um evento que passa a ser anual e com a expectativa de se tornar presencial”.
Mohamed Issouf Ag Mohamed, que é maliano, faz parte do Programa de Estudantes-Convênio de Graduação (PEC-G). Para ele, que é oriundo da região, a importância do evento se deu na medida que trouxe “para Universidade Federal de Sergipe, em particular, e para a sociedade brasileira como um todo, uma visão mais local, uma leitura africana sobre as transformações políticas que se iniciaram em 2011 na África do norte”.
O evento foi transmitido ao vivo por meio do Youtube e a gravação pode ser acessada por meio deste link: https://bit.ly/3NGyJir